Arquivo da categoria: Mercado Imobiliário

A evolução da corretagem no mercado On Line – “O Corretor On Line”

A evolução da corretagem no mercado On Line – “O Corretor On Line”

Por Arq. Flavio Westmann para SerImovel – 20/02/2017

 “O Corretor On Line”
“O Corretor On Line”

Atualmente o ser humano se depara com a coexistência de dois tipos de realidades: uma virtual e uma física que interagem e se conectam entre si o tempo todo…

O avanço da Internet e de suas ferramentas, propiciaram ao homem uma nova forma de viver em conexão global de uma forma sistêmica tão intensa, que algumas décadas atrás, nem poderíamos imaginar…

A velocidade  e a quantidade de informação, aliada à facilidade de acesso as mesmas, tornaram o mundo mais dinâmico, rápido, flexível, aberto e transparente. Este novo contexto alterou vários paradigmas sociais,  modificando a forma do homem de se relacionar e interagir, e,  criou  novos padrões de consumo…

Acompanhando este cenário, para atender as demandas deste novo consumidor, o mercado (mais aqui focado no imobiliário), também, evoluiu e desenvolveu ferramentas e profissionais capazes de interagir com este novo cliente, surgindo, então a figura do “Corretor On Line”.

o corretor on line

 

Mais do que atender, entender estes novos padrões deste público conectado, “antenado”, inteirado e rápido é tarefa complexa,  que exige formação, treinamento, conhecimento e preparo deste profissional, cuja forma de atuação até alguns anos atrás era baseada na referência de um cliente muito menos dinâmico e com um nível de acesso a informação bem mais restrita.

O corretor On Line  é, portanto, um profissional que necessita de atualização constante para acompanhar  a evolução deste mundo tecnológico, e de uma estrutura organizacional e mental apurada, que lhe permita fazer frente a toda esta dinâmica virtual, sem perder o foco na venda.

Seu universo de conhecimento está cada vez mais amplo para um atendimento cada vez mais breve e preciso deste cliente  “antenado”, “ informado” ,“conectado  em várias coisas ao mesmo tempo” e “sem tempo “ dos dias modernos…

A  habilidade de desenvolver o atendimento do plano virtual para o presencial (que por hora, ainda, se faz necessário) e dar continuidade a este atendimento através de uma “consultoria” precisa, correta, identificada com os propósitos do cliente e focada em uma venda saudável, é  tarefa que exige preparo, treinamento e capacidade.

ferramentas on line

Nesta era, em que os canais de impacto e interação com o  cliente crescem a todo dia além do tradicional telefone(sms, chat, whatsapp, skype, facebook, email, blogs , twitter , youtube, entre outras) e neste mundo “virtual” complexo, cada vez mais  “real” e que muito provavelmente em um futuro próximo venha a substituir até  os estandes e visitas presenciais, cabe ao corretor de imóvel conquistar e  assumir cada vez mais seu espaço nesta nova forma de trabalho como “Corretor On Line”.

Flavio Erwin Westmann para “serimovel” 20/02/2017

 

 

O estande – uma viagem mágica entre o “espaço” e o “lugar” …

O estande –  uma viagem mágica entre o “espaço” e o “lugar”…

Por Arq. Flavio Westmann para SerImovel – 03/11/2016

foto-1-materia-serimovel-estande-1

Quem já passou pela experiência de buscar um novo imóvel, com certeza, em algum momento, teve a experiência de conhecer um estande de lançamento, ou para quem não está acostumado o chamado  “imóvel na planta” …..

Neste local, somos capazes de assumir a aquisição de um dos maiores sonhos de nossas vidas, cujo valor e prazo de pagamento,  na sua maioria, representam anos e anos de muito trabalho….

E, o mais incrível, é que, neste momento da compra, ele, absolutamente, ainda, “não existe”…ao menos no mundo “concreto”….

Como transformar um “terreno vazio” , onde ás vezes, nem conhecemos a  região e chegamos com o “Waze” em uma referência de um futuro “lar” …

Pois bem, já reparou que ao entrar em um plantão, alguns dos primeiros painéis visíveis que o corretor lhe apresenta localizam o terreno em relação ao bairro, a região e muitas vezes até em relação a cidade(dependendo da envergadura do empreendimento)…

Também, costumam indicar as principais referências em termos de transportes, comércio, serviços e cultura… e, desta forma, você começa a “sentir” que aquele local, já é, um pouco mais familiar, passando a ter  dimensão das distâncias entre  seu trabalho, seus parentes, suas atividades sociais, recreativas e culturais.

Chamamos a isto de sua localização no macro da cidade….

foto2-materia-serimovel-estande-2

* Foto da maquete de localização Macro do empreendimento New Way –  Flavio Westmann

Um pouco mais a frente, o corretor lhe apresenta uma grande maquete, mostrando em detalhes o volume da edificação, a fachada os recuos, os materiais, os acessos, as áreas  de lazer externas (até internas) e o paisagismo…Tem até um homenzinho sentado no jardim e outro de pé no terraço…e, desta forma,  você começa a ter referências da escala do empreendimento, se desligando de que está, apenas, em um terreno vazio……

foto-3-materia-serimovel-estande-3

*foto da maquete no empreendimento “Jardim das Perdizes” – Flavio Westmann

foto-4-materia-serimovel-estande-4

*Foto da maquete do empreendimento Time no Jardim das Perdizes – Flavio Westmann

Nesta pequena viagem, o corretor passa a lhe mostrar vários quadros com  imagens em perspectivas internas das áreas  da edificação como : hall de entrada, espaço gourmet, academia, praças e outras.. Neste ângulo de visão você já é o usuário e está inserido na edificação. A  seguir, lhe encaminha para as  plantas e perspectivas  das unidades com desenhos em detalhes da sala, terraço, cozinha, dormitórios e todos os espaços pertinentes….

A esta altura, no caminhar do macro para o micro, você tem apenas um desejo restante : entrar na “casa dos seus sonhos”….., é quando, então, o corretor lhe convida para conhecer o apartamento “decorado”…..

Na entrada, já tem uma visão ampla da sala, da luz que vem pelo terraço, da integração da cozinha, do conjunto da mobília e da amplitude do apartamento…

Começa, então, a percorrer a sala e reparar em uma linda mesa de vidro preparada para um jantar para 6, 8, 10 pessoas… que a cozinha está integrada com uma bela ilha de granito com um “cooktop”…  e, que ao lado tem uma aparador, uma sala de estar com uma deliciosa “chaise long” em frente a um rack com uma TV de Led……e vai circulando….

foto-5-materia-serimovel-estande-5

*Foto do apartamento decorado pela Arq. Fernanda Marques – Jardim das perdizes – Flavio Westmann

Entra no terraço gourmet, onde  uma bela churrasqueira divide o espaço com uma bancada de um lado e na outra ponta vários vasos  com plantas, flores e até uma grande rede lhe convida a repousar um pouco…

Percorre os dormitórios, os banheiros… e, assim, vai se deliciando com espaços preenchidos por objetos conhecidos : armários, camas com lençóis arrumados, espelhos, estantes com livros, quadros, tapetes…., tem até bonecas e carrinhos nos dormitórios das crianças.

Em determinado instante, começa a tocar alguns objetos, que lhe chamam a atenção pelo volume, pela textura…, quando não, até se senta no terraço ou na sala para apreciar melhor o ambiente, muitas vezes ao som de uma música e de algum delicado aroma …..

Nesta altura, já imagina o local com seus filhos, seu animal de estimação e seus parentes em um delicioso jantar. Está envolvida em   sensações que lhe remetem ao conhecido, a segurança, a proteção, ao acolhimento…,está completamente  localizada no tempo e no espaço….em um “lugar”…

foto-6-materia-serimovel-estande-6

*Foto do apartamento decorado pela Arq. Fernanda Marques – Jardim das perdizes – Flavio Westmann

Se este será o “seu lugar” é um outro capítulo…que irá iniciar, quando lentamente vai deixando o decorado em direção a um local para sentar  e conhecer os aspectos comerciais envolvidos…

Sem querer entrar em aspectos comerciais e de marketing imobiliário,  fica  aqui apenas esta analogia de como um estande é capaz de proporcionar uma viagem mágica entre o “espaço e o lugar….muitas vezes..”o seu lugar”!!!!!!!

OBS: as fotos apresentadas no texto, são fotos de arquivos pessoais de diversos estandes, são apenas ilustrativas , não possuem vínculos nem referências entres as mesmas, ordem cronológica ou outra conotação que não seja ilustrar o texto acima….

Arq. Flavio Erwin Westmann para “serimovel” 03/11/2016

Minhocão de São Paulo…meio “homem, meio lobisomem”…

Por Arq. Flavio Westmann para SerImovel

Objeto de longas discussões entre urbanistas, arquitetos, moradores …e considerado uma “cicatriz urbana” ….o elevado Costa e Silva, mais conhecido como “Minhocão” foi concebido na década de 1960, durante a gestão do prefeito Faria Lima, desengavetado pelo prefeito Paulo Maluf, sendo  finalizado em 1971.

Passando a cinco metros dos prédios de apartamentos, o elevado tem 3,4 quilômetros de extensão e liga a região central à zona oeste da cidade. A obra recebeu diversas críticas, chegou a ser chamado de “cenário com arquitetura cruel” e “uma aberração arquitetônica”.

Foi responsável pela enorme desvalorização e deterioração dos imóveis próximos. Com inúmeros prédios em estado de abandono chegou a ser  cenário de muitas  novelas e filmes que necessitavam de um fundo dramático.

foto-1-serimovel-blog-minhocaofoto2-serimovel-blog-minhocao

Entretanto, com o passar dos anos, através do incentivo de diversas associações locais junto a prefeitura, o mesmo vem incorporando uma nova “vocação” como área de encontro, espaço de lazer e cultura…….. Com restrição de veículos no horário noturno e total nos domingos (recentemente parcial nos sábados, também) o mesmo tem sido palco de feiras gastronômicas, caminhadas, encontros , passeios de bike e de skate, entre inúmeras outras atividades culturais que ocorrem acima, ao seu redor, ou sob o mesmo utilizando seus pilares como telas de artes, entre outras….

foto-3-serimovel-blog-minhocao

foto-4-serimovel-blog-minhocaofoto-5-serimovel-blog-minhocaoMuito tem se discutido sobre o futuro e o destino final que será dado ao mesmo…..

Com a aprovação do Novo Plano Diretor Estratégico (lei nº 16.050/14), o artigo 375 prevê a criação de uma lei específica para a desativação progressiva do elevado para automóveis nos próximos 16 anos.

Visto que o mesmo tem se tornado um “parque espontâneo”, a Prefeitura de São Paulo, analisa o Projeto de Lei (PL) 10/2014 que prevê a desativação gradativa do Elevado e estuda a criação do  Parque Municipal do Minhocão, com inspiração em projetos como o High Line Park, em Nova York (EUA), e o Promenade Planté, em Paris, (França).

foto-6-serimovel-blog-minhocao

foto-7-serimovel-blog-minhocaofoto-8-serimovel-blog-minhocaoRecentemente, também, em uma iniciativa de arquitetos, administradores, advogados, engenheiros e empresários surgiu o Movimento 90°, uma iniciativa para a instalação de Jardins Verticais em grandes fachadas sem janelas ao longo do minhocão. A região do Minhocão possui mais de 100 empenas cegas que poderiam abrigar 58.000 m2 de área verde. Com esse numero em mente, o Movimento vem trabalhando desde 2013 para implementar o Corredor Verde do Minhocão.

foto-9-serimovel-blog-minhocao

Enfim, resta aguardarmos como tudo isso irá se desenrolar…..a verdade é que o “Parque do Minhocão” já começa a  ocupar seu espaço social , cultural e físico na região, ainda, que sem uma arquitetura própria, em uma luta para devolver ao morador local e a cidade um pouco da dignidade em meio ao caos em uma das regiões onde o homem e sua escala foram realmente atropelados

Por hora, ainda, Meio “Homem” meio “Lobisomem”….mas com certeza, já é parte de uma tendência internacional de humanização das grandes metrópoles

Arq. Flavio Erwin Westmann para “serimovel”

*texto publicado originalmente em abril de 2016